loading...

1A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou nesta terça-feira (18) a redução da tarifa de energia da Celg-D, distribuidora que atende ao estado de Goiás. A nova tarifa começa a valer em 22 de outubro.

Em processo de privatização, a Celg-D terá suas tarifas médias reduzidas em 9,53%. Para os consumidores residenciais, a queda será de 8,85% e, para os consumidores industriais, de 10,77%.

Também nesta terça, a Aneel autorizou o aumento médio de até 3,42% para as contas de luz dos cliente da CEB, que atende ao Distrito Federal. As novas tarifas valem a partir de 22 de outubro.

Para os consumidores residenciais, a alta média será de 4,62%. Para os consumidores industriais, será de 1,04%. Segundo o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, as tarifas da CEB tiveram reajuste positivo porque a empresa decidiu “parcelar” o reajuste autorizado em 2014. Com isso, parte do reajuste que poderia ter sido aplicado naquele ano foi incorporado ao reajuste de 2016.

Tendência
Rufino disse que há uma tendência de redução nas tarifas de energia das regiões Centro-Oeste e Sudeste por causa da queda na parcela da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e da queda do dólar, que impactou para baixo o custo da energia comprada pelas distribuidoras da hidrelétrica de Itaipu.

Para o diretor-geral da Aneel, a redução no valor da tarifa da Celg não deve tirar o interesse dos investidores para o leilão da distribuidora, previsto para novembro. “Os critérios de reajustes estão no contrato de concessão e os investidores, com certeza, já haviam feito esse cálculo”, disse.

Redação


Tenha sua cidade na palma de sua mão! Use o Tag e de adeus a lista telefônica!

Comentários

''